Passeios em Bonito e Jardim são destaques na revista de bordo da TAP Magazine

A UP Magazine, revista de bordo da TAP Air Portugal – principal companhia área portuguesa, traz em sua edição de fevereiro, matéria especial sobre as belezas naturais do destino de ecoturismo brasileiro, Bonito e região no Mato Grosso do Sul.

Intitulada “Paraíso Líquido”, o jornalista Eduardo Vessoni, relata as paisagens naturais e as águas cristalinas dos rios da região que atraem e encantam visitantes do mundo todo.

Os atrativos do Grupo Rio da Prata – Estância Mimosa Ecoturismo, Lagoa Misteriosa e Recanto Ecológico Rio da Parata – são alguns dos passeios citados.

Sobre o Recanto Ecológico Rio da Prata, passeio de flutuação mais premiado do Brasil, Vessoni diz: “Flutuar: é com colete, máscara e snorkel que se vê o cenário mais impressionante de uma das capitais nacionais do ecoturismo…A trilha mais extensa acontece entre os rios da Prata e Olho d’Água, na Fazenda Cabeceira do Prata, em Jardim e termina com almoço regional…”.

Sobre a Lagoa Misteriosa, ponto de mergulho co cilindro e flutuação no destino de ecoturismo, o jornalista relata: “A Lagoa Misteriosa é uma das experiências mais marcantes…é possível fazer flutuações e mergulhos que vão de batismos a mergulhos técnicos, em profundidades entre oito e 60 metros. Seja qual for a certificação, a sensação é como despencar num abismo de águas com fortes tons azulados. São tão intensos que as copas das árvores podem ser vistas a 40 metros de profundidade….”.

Localizada a 26 km de Bonito, a Estância Mimosa é um passeio ideal para passar o dia. Cachoeiras, piscinas naturais, almoço regional e passeio a cavalo são algumas das atrações do local. No texto, Vessoni, acrescenta: “Na propriedade ainda sobre a tempo para conhecer os jacarés do lago, participar num passeio guiado de observação de algumas das 250 aves registradas ou montar num dos cavalos disponíveis”.

Leia a matéria na íntegra no site upmagazine-tap.com

Atrativos do Grupo Rio da Prata mostram imagens de natureza inspiradoras em novos vídeos institucionais

Que Bonito e Jardim é um dos lugares com um dos visuais mais exuberantes do Brasil você já sabe. As cidades, localizadas em Mato Grosso do Sul, tem tudo o que um viajante apaixonado pela vida ao ar livre quer. Uma amostra desse cenário pode ser conferida nos novos vídeos institucionais do Grupo Rio da Prata, no qual fazem parte o Recanto Ecológico Rio da Prata, a Lagoa Misteriosa e a Estância Mimosa Ecoturismo, lançados recentemente.

Os atrativos tem paisagens cênicas que fazem quem já conhece querer voltar, e quem ainda não foi ter vontade de visitar.

Imagens de trilha, flutuação, mergulho com cilindro, passeio a cavalo e observação de aves, são as atividades realizadas no Recanto Ecológico Rio da Prata.

Já a Lagoa Misteriosa, também localizada em Jardim (MS), oferece os passeios de flutuação e mergulho com cilindro em um local cercado pela mata, com águas cristalinas, profundidade desconhecida e visibilidade de mais de 40 metros. Um local único.

A Estância Mimosa Ecoturismo, atrativo em Bonito (MS), possui 10 cachoeiras de água cristalinas, 9 paradas para banhos deliciosos, piscinas naturais, mais de 250 espécies de aves catalogadas, um passeio a cavalo inesquecível e um almoço com o melhor da culinária sul-matogressense.

Assista os novos vídeos e faça um tour por esses ambientes especiais!

Lagoa Misteriosa:

Recanto Ecológico Rio da Prata:

Estância Mimosa: https://youtu.be/Qe2cnlmKGic

Lagoa Misteriosa é atração do programa Terra Pecuária

Imagens da Lagoa Misteriosa (Jardim-MS) foram mostradas em reportagem do programa Terra Pecuária, exibido nacionalmente no Canal Rural.

Durante o programa aparecem imagens do atrativo turístico que opera as atividades de flutuação, mergulho nas modalidades batismo e básico de meados de abril a meados de setembro, devido à proliferação de algas que ocorre nos outros meses do ano.

“Uma das mais profundas cavernas inundadas do Brasil, que até hoje tem sua profundidade desconhecida, impressionando pela sua nitidez mesmo aos 40 metros de seu côncavo”, cita a jornalista.

Veja o vídeo completo do programa:

Artigo – Floração de algas na Cavidade Natural Lagoa Misteriosa

O Prof. Adjunto do Setor de Ciências Ambientais, Sandro M. Scheffler, do
Departamento de Biologia da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP, publicou o artigo “Floração de algas na Cavidade Natural Lagoa Misteriosa (MS
043), Jardim, MS, Brasil: uma análise integrada de dados físicoquímicos, biológicos e climatológicos”.

Entre os anos de 2005 e 2009 foram realizados uma série de estudos com intuito de embasar um plano de manejo para a cavidade da Lagoa Misteriosa, envolvendo coletas de dados do nível da água da lagoa, pluviometria, temperatura, análises físico-químicas e biológicas da água, visibilidade, entre outros.

De acordo com o texto, “a partir destes estudos foi possível formular um modelo que explica a sazonalidade da floração de algas responsáveis pelo turvamento das águas durante o verão. Os resultados demonstraram que a pluviosidade e quedas bruscas de temperatura seriam os principais agentes que atuam sobre o bloom de algas, relacionado ao carreamento de nutrientes e aumento da produção primária”

Leia aqui o artigo na íntegra!

Grupo Rio da Prata realiza reunião com agências de turismo de Bonito

Ketlen da Silva

O Grupo Rio da Prata realizou nos dias 25 e 26 de novembro um bate-papo sobre os atrativos turísticos Recanto Ecológico Rio da Prata, Estância Mimosa Ecoturismo e Lagoa Misteriosa para os agentes de turismo da região.

O objetivo foi estreitar laços, repassar informações e novidades para os profissionais que atuam nas agências credenciadas junto aos atrativos para se prepararem para o ano de 2020. O evento foi realizado no Pira Miúna, em Bonito.

Colaboradores do Grupo Rio da Prata ministraram o treinamento e responderam perguntas feitas pelos agentes.

No término foi realizado sorteios de duas cortesias para um jantar com acompanhante na Casa do João e seis cortesias para o Pastel da Jana, em prol de divulgar a culinária regional.

Veja as fotos:

Atrativos do Grupo Rio da Prata conquistam 3º Lugar em Prêmio Nacional do Turismo

Foi realizado na última quarta-feira (4), em Belo Horizonte (MG), a cerimônia do 2º Prêmio Nacional do Turismo, evento promovido pelo Ministério do Turismo em parceria com o Conselho Nacional de Turismo (CNT).

Os atrativos do Grupo Rio da Prata, o Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa, localizados em Jardim (MS), selecionados como finalistas na Iniciativas de Destaque – categoria Aproveitamento para o Patrimônio Natural para o Turismo, conquistaram o 3º lugar.

Com o trabalho “Sustentabilidade e Ecoturismo no Rio da Prata e Lagoa Misteriosa, Jardim, MS”, foi a iniciativa contemplada cujo objetivo principal é proteger e aprimorar a qualidade ambiental das propriedades, dentro dos princípios da sustentabilidade, respeitando o meio ambiente, de modo que estes atrativos naturais estejam disponíveis indefinidamente, possibilitando o desenvolvimento regional e promovendo a educação ambiental.

O troféu foi entregue à Natani Ferreira (foto abaixo), Promotora de Vendas do Grupo Rio da Prata.

Natani entre os finalistas na Iniciativas de Destaque – categoria Aproveitamento para o Patrimônio Natural para o Turismo.

Simone Spengler Coelho, sócia-proprietária dos atrativos, revelou que receber o prêmio foi uma grande alegria. “Nos sentimos muito honrados em ter conquistado o 3º lugar no Prêmio Nacional do Turismo 2019, com tantas excelentes iniciativas inscritas. Agradecemos a toda equipe e parceiros que estão conosco, contribuindo com seu melhor para o turismo da nossa região, do estado e do Brasil”.

Os atrativos concorreram ao lado das iniciativas “Caminho Cora Coralina”; da Agência Estadual de Turismo – Goiás Turismo, que conquistou o 2º lugar e o Polo Socioambiental Sesc Pantanal; do Serviço Social do Comércio Sesc – Sesc Pantanal, vencedor da categoria.

Diretor do Grupo Rio da Prata conquista prêmio Isto é Mato Grosso do Sul

A Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS) reuniu na noite da última terça-feira (19), no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande, profissionais de turismo, empresários e autoridades para a cerimônia de entrega da 1º edição do prêmio “Isto é Mato Grosso do Sul”.

O objetivo do evento foi reconhecer pessoas físicas que tenham atuado de maneira criativa, inovadora e proativa para o desenvolvimento do turismo do Estado de Mato Grosso do Sul. “Esse é um momento especial para o turismo de MS, com o objetivo de consagrar os profissionais que fazem a diferença no setor”, disse o presidente da Fundtur-MS, Bruno Wedling.

Eduardo Folley Coelho, diretor do Grupo Rio da Prata, no qual fazem parte os passeios de ecoturismo Recanto Ecológico Rio da Prata e Lagoa Misteriosa, em Jardim (MS) e a Estância Mimosa, em Bonito, conquistou a categoria Atrativos Turísticos. O prêmio, recebido por sua filha Luiza Coelho, foi muito celebrado.

Em nome do Eduardo quero agradecer a Fundação de Turismo e ao Governo do MS por este prêmio e elogiar esta iniciativa maravilhosa. Ele sempre trabalhou para o fortalecimento do destino Serra da Bodoquena e do MS seguindo a política do “Ganha-Ganha” buscando ações que beneficiam sempre todos os atores envolvidos no processo turístico, tanto no curto, como médio e longo prazo. Eduardo é um gestor de visão, que ama a natureza do nosso estado e seu trabalho nos mostra que é possível conciliar produção agropecuária, visitação turística e conservação ambiental”, disse Luiza.

Luiza Coelho representou seu pai, Eduardo Coelho, na cerimônia de premiação.

A cerimônia contou com a presença de autoridades, entre eles o governador do estado, Reinaldo Azambuja (PSDB); do secretário de Governo, Eduardo Riedel; secretário do Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck; entre outros. Após a entrega dos prêmios o grupo Chalana apresentou clássicos da música.

Veja abaixo os vencedores da 1ª Edição do Prêmio Isto É Mato Grosso do Sul:

ACADEMIA:
Polliana Thomé (prêmio recebido pela mãe, Valdeci Thomé)

AGÊNCIAS E OPERADORAS:
Joice Carla Santana Marques (Joice Pesca & Tur)

ATRATIVOS TURÍSTICOS:
Eduardo Folley Coelho (Recebido pela filha, Luiza Coelho)

BARES, RESTAURANTES E SIMILARES:
Rodrigo Hata e Heriko Hata (Bar Velfarre)

GOVERNO:
Nilde Clara S. Benites Brun (Prefeitura de Costa Rica/MS)

HOTELARIA:
Marcelo Mesquita (Hotéis Deville)

IMPRENSA:
Silvio Andrade

ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS (ONGs):
Simone Mamede (Instituto Mamede).

Atrativos do Grupo Rio da Prata são alguns dos destaques em matéria no UOL

As belezas naturais de Bonito e Jardim ilustram o portal UOL !! A editoria Viagem, traz a matéria de Eduardo Vessoni: “Guia de Bonito: as atrações e passeios imperdíveis na capital do ecoturismo”, com relatos e imagens do destino! Confira só o que disse sobre a Lagoa Misteriosa:

“A Lagoa Misteriosa é uma das experiências mais impactantes em toda a região da Serra da Bodoquena. Em uma dolina de 75 metros, ela é famosa pelas exageradas águas azuladas, a constantes 25°C. O local é considerado uma das cavernas mais profundas do Brasil, de acordo com a SBE (Sociedade Brasileira de Espeleologia)”.

Além da Lagoa Misteriosa, os atrativos Recanto Ecológico Rio da Prata e Estância Mimosa, passeios que também integram o Grupo Rio da Prata, foram citados na reportagem.

Clique aqui e leia a matéria na íntegra!

Imagem da Lagoa Misteriosa ilustra O Globo

O caderno Boa Viagem, do portal O GLOBO, publicou nesta quinta-feira (24)
reportagem especial sobre o destino de ecoturismo brasileiro, Bonito no Mato Grosso do Sul. O destaque das belezas naturais da região pode ser observada já na capa da publicação, com uma imagem da Lagoa Misteriosa, atrativo que desperta a curiosidade por sua profundidade desconhecida.

Intitulada “Para mergulhar fundo em Bonito, a capital brasileira do ecoturismo”, a reportagem do jornalista Eduardo Vessoni, ressalta a beleza da região e a diversidade de atrações e atividades que podem ser realizadas.

“Prepare-se para estar em águas de alta visibilidade, em rios que serpenteiam áreas protegidas de propriedades particulares bem cuidadas. Aliás, tudo por aqui virou referência de turismo no Brasil. O exemplo mais significativo é o voucher único, um ingresso padronizado de acesso às atrações e que só pode ser adquirido em agências do destino“, revela o texto.

A Lagoa Misteriosa e o Recanto Ecológico Rio da Prata e o Buraco das Araras em Jardim, foram citados na matéria, assim como a Estância Mimosa Ecoturismo, Rio Sucuri, Nascente Azul, Gruta do Lago Azul, Gruta de São Mateus, Gruta de São Miguel, Abismo Anhumas e Boca da Onça.

Veja abaixo alguns trechos da reportagem:

Desde os anos 1990, a Lagoa Misteriosa, no município vizinho de Jardim, vem sendo explorada em mergulhos técnicos que foram dos 66 metros de profundidade a níveis inimagináveis. Em 1998, o mergulhador Gilberto Menezes de Oliveira se arriscou numa descida que chegou a 220m. Oliveira quebraria recordes, mas não encontrou (nem ele, nem ninguém até hoje) o fundo da lagoa…”

“A Lagoa Misteriosa fica no Recanto Ecológico Rio da Prata, conhecido também pela flutuação mais longa do destino, por 2,6 km dos rios Olhos d’Água e Prata. Basta colocar o rosto na água para um mundo azulado, pintado pelo colorido da alta concentração de peixes, começar a passar diante das lentes da máscara…”

Vencedora de prêmios por suas práticas sustentáveis, como os prêmios ECO e Braztoa, a Estância Mimosa é uma típica fazenda mato-grossense-do-sul, localizada a 26km de Bonito. A partir da sede, em frente a um lago com exemplares de jacarés-de-papo-amarelo, é possível fazer uma trilha de quase 3km, parte dela sobre passarelas suspensas que levam a cachoeiras para banho ou cavalgar pelo interior da propriedade de 422 hectares….”

Veja a matéria na íntegra:

https://oglobo.globo.com/boa-viagem/para-mergulhar-fundo-em-bonito-capital-brasileira-do-ecoturismo-24036558

Realmente única, revela visitante ao mergulhar na Lagoa Misteriosa

A Lagoa Misteriosa (Jardim-MS) recebeu no dia 14 de outubro a visita de Daniel Floresta que realizou o mergulho com cilindro na temporada de algas 2019. Acompanhado pelo instrutor João Gomes, revelou que foi uma experiência completamente diferente.

Temos pouca visibilidade no início do passeio mas após passar a camada de microalgas fica tudo maravilhoso. Após essa transição temos visibilidade e podemos contemplar a formação rochosa do local. É uma experiência surreal”.

Daniel compartilhou algumas imagens do passeio em seu perfil no Instagram. Como legenda, escreveu: “Se 71% da Terra está submersa, nada mais justo que as melhores atrações do mundo estejam debaixo d’água! Mergulhar é uma terapia que exercita a respiração, foco e principalmente a liberdade! Nada melhor do que ficar em negativo, curtir umas cavernas, animais aquáticos e todo um universo que existe assim que a terra acaba. Bora mergulhar! “